TCS News

25
nov

Fenacon elege nova diretoria

 
Em Assembleia Geral Extraordinária do Conselho de Representantes dos Sindicatos filiados à Fenacon, realizada no dia 21, em Brasília, foi eleita a nova diretoria, por meio de voto nominativo (aberto), para a gestão 2014/2018.
Para o cargo de presidente, foi eleito o empresário contábil Mário Elmir Berti, do Paraná. Para vice-presidente institucional, Irineu Thomé, de São Paulo, foi reconduzido ao cargo.
Empresário contábil com atuação no Paraná, Mario Berti exerceu a gestão que termina o cargo de diretor adjunto de Políticas Públicas. Ele também foi presidente do Sescap- Paraná por duas gestões (2004/2007 e 2007/2010).Após a votação e proclamação do resultado, o novo presidente comprometeu-se a dar continuidade a todos os projetos importantes já em andamento e iniciar frentes de trabalho que venham a valorizar os segmentos representados.
O mandato da nova diretoria começa em 1º de janeiro de 2014 e vai até 30 de junho de 2018. A posse solene está marcada para o dia 14 de março de 2014, na cidade de Curitiba.

Boa sorte e muito sucesso, ao presidente Mario Berti e ao vice-presidente Irineu Thomé!


Mário Berti em discurso após ser eleito Presidente da Fenacon.


 
 
21
nov

Na Rede com Sucesso

A importância das mídias sociais para as empresas é praticamente inquestionável. Porém, muito empreendedores ainda não sabem direito por onde começar. Confirma dez passos para entrar na rede com mais segurança:

1º Pesquisar as redes existentes
Conheça as redes sociais mais populares e entenda como elas funcionam. Lembre-se que cada site tem um propósito e um público diferente. Nem todos os serviços podem ser adequados ao perfil da sua empresa, então é melhor priorizar os mais utilizados pelo seu público-alvo.

2º Elaborar um plano estratégico
Estar na rede pode funcionar para divulgar a marca, aumentar a interação com os clientes, impulsionar vendas ou prospectar novos públicos. Tudo isso, demanda uma estratégia. Sem saber quais são as metas e como proceder para atingi-las, sua presença num espaço digital pode ter muito esforço para pouco retorno.

3º Definir a equipe de conteúdo
O ideal é concentrar as mídias sociais nas mãos de um grupo especializado. Você pode começar com um responsável pelo conteúdo e outro colaborador para mensurar os resultados (estrategista). Pensar no design das páginas também é importante. Quanto mais elaborada for a estratégia maior será o investimento, tanto financeiro quanto pessoal.

4º Manter a periodicidade
Uma página desatualizada não passa credibilidade. O mesmo vale para perfis que publicam muitos posts em sequência, o chamado flood. O número aceitável de postagens varia de acordo com a rede social, mas de qualquer forma deve-se manter a regularidade das atualizações.

5º Atualizar-se com o mundo
É comum encontrar perfis que aproveitam temas atuais para gerar diálogo com o público. É importante entender quais são os temas que estão em alta e como eles podem ser aproveitados.

6º Gerar conteúdo
Propaganda e anúncios de ofertas nem sempre são o mais interessante. Contar histórias e gerar conteúdo relevante, com informação e entretenimento, é o mais indicado. Quanto mais rico o conteúdo, maiores as chances de o público de identificar e compartilhar aquilo, o que garante visibilidade e audiência para a marca.

7º Dialogar com o público
Mídias sociais requerem respostas imediatas. Se um cliente recorre a pagina para tirar uma dúvida, o mínimo que espera é ser atendido o quanto antes. Perguntas, elogios e criticas devem ser prontamente respondidos. Um diálogo franco e direto, além de satisfazer as demandas do público, denota simpatia e passa uma boa imagem para os seguidores da página.

8º Monitorar a empresa na rede
Existem ferramentas para avaliar o impacto de sua empresa online.Comece verificando o número de visualizações ou citações referentes a página. Pesquise o que estão falando sobre a sua empresa e das concorrentes. Isso ajuda avaliar se os objetivos estão sendo alcançados e o que precisa para melhorar. Presença na rede é uma estrategica de marketing muito utilizada.

9º Ser honesto sempre
As mídias sociais são um espaço de reclamações por excelência. É comum encontrar relato de clientes insatisfeitos. Se isso acontecer, informe-se sobre o que aconteceu e seja transparente, oferecendo alternativas para solucionar o problema. Não faça de forma alguma pouco caso da reclamação . Cordialidade também é primordial.

10º Adaptar-se as novidades
Planejamento é importante, porém, é necessário ser flexível. Pois nada no meio digital é estático.As modas mudam, o público que está no facebook agora pode migrar para outra plataforma amanhã. Esteja atento as transformações do meio e saiba a hora certa de reelaborar sua estratégica. Mídias sociais envolvem pessoas, e pessoas são imprevisíveis.
18
nov

SindiGÊNEROS faz 25 Anos.

São 25 anos Fortalecendo o comércio da região.

O Sindicato do Comércio de Gêneros Alimentícios (Sindigêneros) foi homenageado pelo Legislativo caxiense realizado no último dia 7 de novembro, ao final da sessão ordinária. O Sindigêneros representa jurídica e socialmente as 1,5 mil empresas que comercializam alimentos, instaladas nos municípios de Caxias do Sul, Flores da Cunha, Nova Pádua e São Marcos, somando mais de 5 mil trabalhadores. Deste total, mais de 90% é de pequenos estabelecimentos.
O sindicato tem entre suas atividades fundamentais a representação legal dos varejistas de gêneros alimentícios junto às esferas do poder público, da sociedade e às demandas a serem tratadas com os empregados do comércio de gêneros alimentícios, como nas tratativas salariais. Essa história de sucesso iniciou em 1875, quando os imigrantes italianos chegaram à região e até os dias de hoje, vem se fortalecendo e fazendo a diferença para a região.

Parabéns Sindigêneros, pelos seus 25 anos de sucesso!


14
nov

Novidade no comércio eletrônico

     A legislação ainda não está acompanhando de forma ideal a evolução do comércio eletrônico, mesmo com o aumento do número de consumidores de e-commerce passando de 23 milhões de usuários em 2010 para 43 milhões em 2012. No entanto, a Presidência da República lançou no início do ano, o Plano Nacional de Consumo e Cidadania (Plandec), que é um conjunto de medidas que devem garantir a melhoria na qualidade de produtos e serviços e aperfeiçoamento das relações de consumo. Um dos objetivos do Plandec é atender as necessidades e respeitar a saúde, dignidade e segurança do consumidor, além de prevenir e repreender condutas que violem os seus direitos.

O decreto de nº 7.963, ao entrar em vigor, trouxe novidades em informações que os sites eletrônicos utilizados para ofertas de produtos devem disponibilizar aos consumidores, como:
- Identificação do nome empresarial;
- CNPJ e endereço físico do fornecedor;
- Características do produto, incluindo riscos à saúde e à segurança;
- Discriminação do preço final de quaisquer despesas adicionais;
- Prazo de entrega e necessidades de informações claras e ostensivas a respeito de restrições à oferta.

     Dentre as novidades mais importantes está a regulamentação do direito do arrependimento da compra com disposição expressa de que o consumidor pode arrepender-se pela mesma ferramenta utilizada na hora da compra, sem a necessidade de utilizar outros meios, como telefone ou e-mail.
07
nov

Copa de 2014 e as pequenas empresas

    Com a realização dos grandes eventos esportivos no Brasil, a Copa de Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, os empreendedores devem ficar atentos às oportunidades que estão surgindo, relacionadas aos negócios.
É preciso estabelecer planos e metas, manter a equipe sempre treinada e motivada e desenvolver a estrutura necessária para aumentar as vendas na época dos eventos.
Na área do comércio varejista foi apontado, que o segmento terá mais de cem oportunidades em diversas áreas. Outro ponto que merece atenção dos empresários é a sustentabilidade, já que o turista estrangeiro valoriza muito esse quesito, além do que, pensar nisso é bom para todos.
    Quanto mais preparado estiverem, mais chances de desenvolver as empresas e as incerirem no mercado competitivo.
    Segundo um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para o Sebrae, a Copa do Mundo poderá gerar cerca de 929 oportunidades de negócios para micro e pequenas empresas.
    Segue abaixo quais são os setores onde estão as maiores oportunidades:
* Agronegócio
* Comércio Varejista
* Construção Civil
* Madeiras e móveis
*Turismo e Produção associada ao turismo (artesanato, gastronomia, entretenimento), moda (Têxtil e confecções).
* Serviços
* Tecnologia de informação e comunicação (TIC)
31
out

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL 2014

Recebemos hoje (31/10) o comunicado que saiu a tabela da Contribuição Sindical de 2014.

Busque antecipar a homologação para geração das suas cobranças.


Segue abaixo site para maiores informações e consulta da tabela do cálculo:
http://www.cnc.org.br/cnc/tabela-de-calculo-de-contribuicao
30
out

Já é Natal no comércio!

Há três meses do período mais esperado do ano para o setor, é preciso estar a postos para aproveitar.
Para alcançar bons resultados, é necessário planejar, principalmente a realização de promoções no ponto de venda, intenso treinamento dos funcionários e inclusão de novos produtos no mix da loja. Algumas boas ideias podem ser colocadas em prática para que as vendas da temporada sejam satisfatórias, já que as expectativas apontam para uma expansão de cerca de 3,5% maior que em 2012, de acordo com a apuração do IBGE.
Uma delas é estar com a loja em dia. Estoque, contratação e decoração requerem uma atenção especial no fim do ano, além da capacitação da equipe e a definição de metas claras. Priorizar sempre os produtos que tem mais giro e representam melhor desempenho nas vendas.
Outro fator importante é cuidar do visual da vitrine, esse fator pode ser decisivo na hora da compra, segundo Marina Käfer, especialista em visual merchandising. A mesma informa ainda, que a vitrine é a ferramenta de marketing mais em conta, de rápido retorno e eficaz para seduzir novos e fiéis consumidores.
A contagem regressiva para as vendas de final de ano começou. Com algumas dessas dicas simples é possível fazer um marco de vendas na história da loja.
29
out

Serra Gaúcha, cultura de ser de fato uma formadora de empresas.

 10 HABITANTES = 1 EMPRESA

Segundo reportagem especial no Jornal Pioneiro de Caxias do Sul/RS do dia (29/10), estima-se que exista um CNPJ para cada dezena de moradores na Serra Gaúcha, essa seria a maior taxa do país.
O trabalho costuma ser muito valorizado na região da Serra Gaúcha, e essa característica da população deu origem a um espírito empreendedor que atualmente existe um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) para cada 10 habitantes da região. A taxa calculada pelo Sebrae/RS é a maior do país, colocando a Serra no topo nacional de terreno fértil para as empresas. Conforme dados do Sebrae/RS e do IBGE, existem mais de 100mil empresas e pequenos negócios nos 47 municípios da Serra Gaúcha.
O início da industrialização, aliado à valorização do trabalho que já existia, criou nos moradores da região (especialmente em Caxias do Sul) o sonho de tornarem-se donos do negócio. A busca constante de capacitação por parte dos executivos e outros funcionários também reforça a criação de novos negócios. Conforme o empregado se profissionaliza e se especializa, cresce nele a vontade de empreender.

Linha de Pequena Empresa de Caxias do Sul/RS.
Um dos projetos que comprovam o empreendedorismo dos caxienses é a Linha da Pequena Empresa. A ação que é uma iniciativa do Sebrae/RS em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade, a prefeitura, a Visate e Banco do Povo, já atendeu desde o início do ano a cerca de duas mil pessoas e formalizou 650Microempreendedores Individuais (MEIs). A Linha de Pequena Empresa é um ônibus adaptado no qual funiona um escritório itinerante do Sebrae/RS. Nele, empresários, empreendedores e candidatos a empresários podem se informar sobre formalização e microcrédito, concessão de alvarás, capacitação em gestão empresarial, Declaração Anual do Simples Nacional, entre outros pontos.
23
out

Poupar não é um hábito

 O brasileiro não poupa e nem se preocupa muito com gastos futuros. Isso é o que revela uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência.
De acordo com os dados, as pessoas sentem mais prazer em gastar, investindo em qualidade de vida imediata, do que se preocupando em fazer uma poupança.
Algumas aquisições representam metas de vida para os consumidores, no comércio. Por isso, é importante dizer de forma clara, com uma comunicação bem feita que suas compras periódicas também são investimentos, quando bem avaliadas. E consequentemente, acabam ajudando os consumidores a planejarem compras futuras e continuar com créditos no mercado.
Essa pesquisa foi realizada com mais de 2mil pessoas, em 142 cidades de todos os estados do País.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25